Por que utilizar TypeScript nos projetos?

A VPN is an essential component of IT security, whether you’re just starting a business or are already up and running. Most business interactions and transactions happen online and VPN
typescript

Não é surpresa pra ninguém que o TypeScript (também conhecido como TS) vem ganhando cada vez mais popularidade entre os desenvolvedores, e caiu no gosto da maioria daqueles que já utilizavam JavaScript (também conhecido como JS).

Criado em 2012 pela Microsoft, especificamente por Anders Hejlsberg , grande e influente engenheiro de software, ele está ligado a área de desenvolvimento no Front-end e também pode ser utilizado no outro lado do servidor (server-side) através do Node.js.

O fato dele poder ser utilizado em ambas as stacks te deixa muito mais perto de virar um desenvolvedor full-stack, se esse for seu objetivo ao estudar o TypeScript.

O TypeScript tem o objetivo de implementar recursos e ferramentas que não estão presentes nativamente no JavaScript. Ele vem se popularizando de forma bastante consideravél nos últimos anos, se tornando uma das linguagens mais utilizadas no mundo.

Por isso, quem é da aréa de TI ou quem está ingressando agora nesta área, precisa voltar um pouco da sua atenção para o TS a fim de descobrir o que tem contribuido para esse crescimento exponencial.

Com o intuito de te ajudar a entender melhor e aprofundar seus conhecimentos sobre o que é TypeScript e algumas de suas funcionalidades, preparamos um breve artigo onde iremos ver o que é o TypeScript, quais são as suas principais vantagens, qual a sua influência no JavaScript e algumas definições dessa linguagem.

O que é o TypeScript?

spottocamp.com

O TypeScript é um superset, ou seja, um superconjunto da linguagem JavaScript. Seu foco principal é elevar o nível do código JS.

Com ele se pode aplicar uma estrutura mais sólida melhorando a prática de programação, ou seja, foi criado para adicionar recursos de tipagem estáticas a linguagem original.

O TypeScript possibilita a inclusão do paradgma de programação orientada a objetos ao JavaScript. Com isso torna possível a utilização de variavéis com tipos bem definidos, como por exemplo a criação de classes.

O surgimento da palavra TypeScript veio da combinação entre as palavras “JavaScript” junto com “Type ( que em portugês significa “tipo”). Ele apresenta muitas finalidades dentre elas a tipagem estática, facilitando programar tanto no lado do servidor como no lado do cliente.

Assim o TS aumenta a produtividade, bem como propõe a garantia de aplicações mais seguras e eficazes.

TypeScript é uma linguagem de programação?

ibxk.com

Como vimos o TS nada mais é do que um superset que oferece todos os recursos padrão do JS, além de vários outros.

Ele acabou se tornando uma das linguagens de programação mais comuns nos projetos, isso se dá por que ele permite feedbacks de erros mais rápidos e processos de refatoração mais fáceis.

Assim o TypeScript é uma linguagem de código aberto. Um superconjunto que supre as limitações que o JS tem, elevando consideravelmente seu nível.

De modo geral o TS é bastante utilizado por desenvolvedores que querem criar funções tipadas e bem modeladas, e que querem fazer isso mantendo a rapidez, a produtividade e a agilidade, sem abrir mão da qualidade.

Isso só é possível porque o nosso querido TS não só detecta como também barra os erros durante a escrita do código, podendo tornar o desenvolvedor bem mais produtivo.

Como funciona o código em TypeScript?

Ocorre a partir da transpilação do código em TS para JS, ou seja, o código é escrito e convertido para o JavaScript no build de produção.

Assim ele poderá funcionar em qualquer navegador e sistema operacional onde o JS for executado.

Esta linguagem trabalha com a inferência de tipos, em outras palavras, torna opicional a tipagem de elementos dentro do código.

Vale lembrar que o TS aceita de forma espontânia arquivos em JS, possibilitando a adoção dessa linguagem de forma gradativa, assim, se reestruturando no projeto aos poucos.

Quais as diferenças entre JavaScript e TypeScript?

codersera.com

Mesmo o TS sendo uma extensão do JS, há algumas diferenças entre eles.

Por exemplo, no TypeScript há uma tipagem mais estática e, no JavaScript há uma linguagem bem mais dinâmica.

Outro fator que difere ambos é que o TypeScript está mais voltado a orientação de objetos, uma vez que no JavaScript há uma programação estruturada na linguagem.

Podemos também citar que o TS é uma linguagem em que o código fonte é executado diretamente pelo sistema operacional ou pelo processador que traduz o código para JavaScript, que não entende TS.

Outro detalhe interessante se dá ao fato do TypeScript funcionar com decorators e namespaces, enquanto o JavaScript utiliza funções construtoras.

A sintaxe utilizada no JavaScript pode ser usado em ambas as linguagens, além de que tudo encontrado no JavaScript pode ser detectado no TypeScript de uma forma clara e simples.

Principais conceitos

Pode ser interessante você entender alguns conceitos do TypeScript e o que ela pode oferecer ao programador.

Isso vai te ajudar a tomar decisões mais lúcidas sobre quando optar ou não pela linguagem.

ENCAPSULAMENTO

Esse conceito pode ser entendido como uma forma de estruturação de código para que os blocos possuam um acesso a pontos especificos para o ambiente externo.

Está presente em todas as linguagens que usam a orientação voltada a objetos. Este recurso funciona por meio de getters e setters (são usados para protejer dados, especialmente na criação de classes) que fazem com que o código tenha acessibilidade a certos atributos de uma determinada classe protegida.

ABSTRAÇÃO

É utilizada para destacar certas caracteristicas de um determinado elemento.

A partir da abstração podemos fazer o agrupamento de características do mundo real por meio do uso de funções ou classes.

Vale a pena ressaltar que existe também o conceito de classes abstratas, que são aquelas que não possuem uma apresentação no mundo real, mas assim mesmo realizam funções pontuais do sitema.

POLIMORFISMO

Serve para que o desenvolvedor consiga fazer a utilização de um mesmo objeto dentro de um código, de formas distintas, depedendo da sua situação.

Por meio dela uma classe poderá usar atributos de outra.

Nesse entendimento, um determinado objeto do tipo de uma classe pai pode assumir o papel e utilizar atributos de qualquer uma de suas classes filhas.

HERANÇA

Nesse conceito, uma classe filha poderá herdar caracteristicas da classe pai sem que se torne nescessário redefnir suas funções.

Ela é o principal pilar das linguagens de programação orientadas a objetos.

Tal conceito é usado para criar uma nova classe a partir de uma já existente, bem como aproveitar o recurso para evitar a necessidade de ficar reescrevendo o mesmo código várias vezes durante o projeto.

Vantagens de se usar o TypeScript

Primeiramente, o TS apresenta um código fácil e claro.

Como vimos, o desenvolvedor conta com uma tipagem estática para explicitar os tipos das variáveis que foram usadas no código.

O TypeScript conta com um suporte as bibliotecas JS, o que facilita muito a vida do desenvolvedor.

A linguagem permite que sistemas mais complexos sejam criados sem maiores dificuldades e em larga escala.

Ainda mais, ele possibilita descobrir e corrigir erros em tempo real. Inclusive, permite a migração de linguagem de forma gradativa, o que pode ser uma excelente notícia para quem deseja migrar o projeto para TypeScript.

Isso tudo contribui bastante para o aumento da produtividade dos desenvolvedores, e deixa o código muito mais peformático.

O TypeScript vai substituir o JavaScript algum dia?

O principal objetivo do TypeScript é adicionar funcionalidades ao JavaScript tornando-o melhor e mais seguro.

Ou seja, em outras palavras, o foco está em facilitar o desenvolvimento de aplicações com JavaScript.

É muito bom ter em mente que o TypeScript não foi pensado para substituir o JavaScript, mas para trazer alguns recursos nativos e úteis de outras linguagens para o JavaScript, como citamos acima.

Porém, linguagens de programação vem e vão com o tempo, com excessão de poucas que se mantém no topo por eras e poucas ameaçam o seu reinado (falaremos mais sobre esse tipo de linguagem em outros artigos).

Não duvidamos que com o tempo a linguagem se torne tão aceita e difundida que isso “mate” sua linguagem base, o JavaScript. Mas isso não pode nem deve ser especulado no momento, pois assim como um código longo, são muitas variáveis a se levar em conta para um veredito.

Até porque os browsers não conseguem ainda ler arquivos em .ts. Em outras palavras, ele é usado apenas no desenvolvimento, necessitando de um compilador para transformar códigos TS em JS.

O mais provável é que o TypeScript exista como as diversas versões do JavaScript existem e agregam para o desenvolvedor de acordo com o projeto, assim como o ES6 (ECMAScript 6), e a facilidade de integração exista ou seja ainda mais facilitada e suave.

Vale a pena estudar TypeScript?

A medida que o tempo passa o TypeScript se torna cada vez mais popular, entre os devs e as empresas, fazendo com que aumente a recomendação de aprender e usar essa linguagem.

Isso se dá por conta de seus recursos e funcionalidades que melhoram a produtividade, tornam o código mais peformático e tornam o processo de desenvolvimento bem mais ágil.

Além disso o fato dele atualemente estar bem aquecido em muitas empressas faz com que novos desenvolvedores alcançem vagas profissionais importantes se dominarem a linguagem.

O crescimento do TypeScript nos últimos anos o fez estar presente na maioria dos projetos que antes optavam pelo JavaScript

A nossa recomendação é que você sempre aprenda o máximo de conteúdos que conseguir, evolua na carreira e agregue os seus conhecimentos de maneira estratégica de acordo com os seus objetivos.

Caso queira aprender mais sobre o TypeScript e detalhes de como iniciar na linguagem, seus principais recursos e como ela pode facilitar a sua vida e de sua equipe de desenvilvimento, a documentação dessa ferramenta é extremamente completa e simples de entender.

Conclusão

O objetivo deste artigo sobre TypeScript é dar uma visão mais direcionada do que ele é, qual o seu funcionamento e a contribuição que o mesmo dá para a área de tecnologia e programação.

Como vimos até aqui o TS tem como principal foco potencializar o JS, possibilitando assim a construição de projetos mais complexos em um tempo menor.

Ele também oferece uma tipagem forte e uma série de recursos que melhoram muito o JavaScript, e permitem um desempenho mais acelerado ao lado da produtividade.

A tendência é que a aceitação do TypeScript no mercado de trabalho cresça bastante, e pode ser que seja cada vez mais comum as vagas que exijam conhecimento em JavaScript logo de cara lhe exigirem também o domínio em TypeScript.

Por isso é muito importante estar atento.

Lembrando que a forma mais adequada de aprender algo é colocando em prática em projetos reais, não ficar estudando apenas a teoria.

Conte conosco para a sua evolução, direcionamento e aprendizado nos estudos e carreira!        

Luís Nogueira

Luís Nogueira

Programador viciado em aprender coisas novas e especialista em desenvolvimento Web, apaixonado pelas tecnologias e stacks back-end, front-end e mobile, é fundador e CEO da Feature Code, com o objetivo de divulgar e agregar conhecimento a todos da área.

Comentários